Trabalhadora Demitida Por Ter Câncer de Mama Deve Ser Reintegrada e Indenizada em R$ 50 mil

Uma gerente com neoplasia maligna de mama deverá ser reintegrada ao trabalho e receber indenização por danos morais no valor de R$ 50 mil de empresa. A decisão foi da 6ª Turma do Tribunal Regional da 2ª Região, que considerou a dispensa da empregada discriminatória.


Criado: 18 de outubro de 2017


Perda Parcial da Voz É Reconhecida Como Doença Ocupacional de Professora

A Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho condenou colégio de Aracaju (SE), a indenizar uma ex-professora de artes em razão de lesão adquirida nas cordas vocais. A Turma entendeu configurados todos os elementos caracterizadores da existência de moléstia profissional e deferiu indenização de R$ 10 mil por danos morais.


Criado: 18 de outubro de 2017
Palavras-chave: noticias TST doença ocupacional