bootsnipp

Portal SESMT

Sua segurança em primeiro lugar


Você sabe a diferença entre Absenteísmo, Presenteísmo e Turnover?


Absenteísmo
Ausência do empregado no local de trabalho, seja por falta ou atraso, devido a algum motivo interveniente.

Presenteísmo
Empregado trabalhando doente. Diferente do absenteísmo, quem sofre deste mal não falta ao trabalho, mas ao final de todos os dias sofre com dores de cabeça, cansaço, dores nas costas, irritação, sinusite e alergias - com isso, a produtividade e a motivação é que deixam de aparecer

Turnover
Turnover é um termo da língua inglesa que significa "virada"; "renovação"; "reversão" 
A rotatividade de pessoal refere-se à relação entre admissões e demissões ou à taxa de substituição de trabalhadores antigos por novos - de uma organização.

VOCÊ SABE O QUE SIGNIFICA ABSENTEÍSMO?? O que é Absenteísmo:

Absenteísmo é uma palavra com origem no latim, onde absens significa "estar fora, afastado ou ausente". O absenteísmo consiste no ato de se abster de alguma atividade ou função.

O absenteísmo é também um sistema de exploração agrícola onde um proprietário deixa um indivíduo responsável pelas suas terras, que desempenha a função de intermediário entre o proprietário e os trabalhadores rurais. Isto se verificou, por exemplo, no Império Romano (latifúndios), e em tempos mais recentes na Irlanda, Itália, Rússia, França e outros países.

O absenteísmo muitas vezes leva, com frequência, à exploração deficiente e ao cultivo exaustivo, quando o dono retira para fins de consumo os meios necessários para a exploração. Por isso, as medidas de reforma fundiária e de colonização costumam ser primeiramente dirigidas contra as terras dos absenteístas.

O termo abstencionismo designa a não participação em decisões que são tomadas por voto ou sufrágio. Como fenômeno político, as opiniões a respeito do abstencionismo divergem bastante. Para uns pode ser um sintoma de apatia política e para outros mais uma maneira de manifestar a opinião.

Absenteísmo escolar
O absenteísmo escolar é a ausência repetida ou prolongada das atividades escolares. A taxa de absenteísmo corresponde à percentagem obtida a partir da relação entre o número de ausências e o número de presenças, num determinado tempo.No Brasil, a principal causa para o absenteísmo escolar são as doenças respiratórias. Os professores também apresentam uma elevada percentagem de absenteísmo, sendo que muitos professores apresentam justificação médica.

Absenteísmo nas empresas
O absenteísmo nas empresas designa a tendência dos membros de empresas para se defenderem contra certas deficiências nas relações laborais faltando ao trabalho (faltar por doença, por exemplo). O absenteísmo aumenta os custos para a empresa, e dificulta a concretização dos seus objetivos, afetando a sua eficácia e eficiência.

O absenteísmo pode ser causado por doenças, por motivos familiares, motivos pessoais, dificuldades financeiras e de transporte, falta de motivação, atitudes impróprias da entidade patronal, etc.

O absenteísmo revela aos responsáveis pela empresa que o clima que nela existe é desfavorável, ou seja, que certos indivíduos perturbam a camaradagem de grupo, que os membros da empresa têm necessidade de um tratamento mais humano ou que uma errada distribuição dos diversos processos do trabalho leva a uma excessiva carga laboral em algumas ocasiões, etc.

Em muitas ocasiões, o absenteísmo apresenta causas sociais ou psíquicas, e não materiais. Por esse motivo, uma das melhores maneiras de combater o absenteísmo é fomentar as relações humanas dentro da empresa.

O absenteísmo no trabalho é originado por diversos fatores, dentre os quais, de saúde, problemas pessoais envolvendo a família, vícios com álcool ,drogas, desmotivação com o trabalho exercido, atrasos em razão de transporte (principalmente em grandes centros comerciais), falta de dinheiro e também supervisão falha da chefia.

O trabalho deve ser considerado pelo empregado, não como uma obrigação, mas como uma forma de crescimento, desenvolvimento, relacionamento inter-pessoal, aprimoramento de competências, habilidades, compartilhamento de experiências, enfim o trabalhador tem que estar feliz, realizado com o trabalho prestado, o ambiente em que está inserido e com as pessoas que estão a seu lado.

VOCÊ SABE O QUE SIGNIFICA PRESENTEÍSMO?? 10 EXEMPLOS.

O presenteísmo é um problema organizacional, pois o colaborador está presente fisicamente ao trabalho, mas não está produzindo como deveria, em razão de diversas variáveis e fatores como: insatisfação, pessimismo, desânimo, alto nível de stress, dificultando diagnosticar o problema, fazendo com que ele prejudique a empresa e também uma parcela dos colegas de trabalho que muitas vezes são contaminados por esta apatia, falta de produtividade e tomada de ação.

Ao chegar ao trabalho e dar bom dia a todos, quem não já observou um colega que parece estar com a cabeça nas nuvens? Não falo aqui, daqueles que estão empenhados em uma atividade e completamente concentrados. Falo daqueles em que apenas o corpo está no local, mas a mente está desconectada das atividades laborais. A esse fato, quando acontece consecutivamente, dá-se o nome de presenteísmo, ou seja, o colaborador apenas está fisicamente na empresa, mas durante o dia não agrega valor algum às suas atividades. Confira abaixo alguns sintomas de profissionais que apresentam sinais de presenteísmo, um indicador que prejudica a performance de qualquer profissional.

  1. O colaborador cumpre seu horário de trabalho, chega e sai na hora que rege o contrato de trabalho. No entanto, as atividades que lhes são atribuídas nunca evoluem;
  2. Outro sinal que pode revelar a presença do presenteísmo, ocorre quando diariamente o profissional está mais preocupado olhar para o relógio, para fazer a contagem regressiva do tempo que falta para o final do expediente, do que centrar sua atenção a um trabalho que precisa ser entregue com urgência;
  3. Geralmente, quem apresenta sinais de presenteísmo ao participar de uma reunião nunca está preparado para aquele momento. Por mais que o assunto em pauta seja relevante para ele e sua equipe, é preferível rabiscar o bloco e gastar a tinta da caneta ao invés de fazer anotações importantes e relacionadas às suas atividades;
  4. É notório que a correria do dia a dia e a grande exposição a cobranças façam com que as pessoas apresentem cansaço. No entanto, sempre há momentos em que o fluxo de trabalho pode ser menos intenso e mesmo assim, o profissional mostra-se completamente indisposto a melhorar sua performance;
  5. Total desatenção ao que ocorre no ambiente de trabalho pode revelar que a pessoa está apenas presente fisicamente, mas com a mente em outro lugar. Supondo que o telefone toque e alguém avise: "Carlos, ligação para você". Porém, é preciso chamá-lo duas ou três vezes, para que a ficha caia: "Alguém do outro lado da linha quer falar comigo?". Isso não é um bom sinal;
  6. A motivação é um dos fatores que também revela a existência do presenteísmo. Supondo que em um departamento destaque-se por apresentar uma equipe animada, que goste de desafios e apenas uma única pessoa mantenha-se alheia ao que ocorre ao seu redor e por mais que os colegas tentem animá-la, menos ela corresponde aos estímulos;
  7. Há casos em que um profissional considerado exemplar, que sempre manteve um bom desempenho, começa a apresentar sinais acentuados em sua performance. E mesmo ao se mostrar incomodado com sua atuação, ele não consegue revertê-la. O desânimo consegue vencê-lo e ele, inconscientemente, não sabe que está com sinais claros de presenteísmo;
  8. Acentuado descuido com a aparência. Lógico que nem sempre é possível caprichar no visual, pois a pessoa pode acordar tarde e ter que correr para não chegar atrasado ao trabalho. Mas, sempre há aqueles que são vaidosos por natureza e que de um momento para o outro, deixam de manter os cabelos bem escovados, fazer a barba, deixar as unhas impecáveis e até combinar acessórios, por exemplo;
  9. Vale aqui um alerta: nem sempre o presenteísmo é sinônimo de falta de interesse ou de preguiça do profissional. Hoje, alguns especialistas em Medicina do Trabalho apontam o presenteísmo como um indicador que antecede a depressão, em decorrência do estresse. Por isso, aconselha-se que a área de Recursos Humanos e os gestores fiquem alerta a indicadores que podem ser identificados e mensurados, como os apontados em pesquisas de clima organizacional, por exemplo;
  10. Caso a empresa realize eventos relacionados à Qualidade de Vida do Trabalhador e os dados apontem que os um percentual considerável de profissionais apresenta sintomas constantes como dores de cabeça, problemas na coluna, indisposição constante, ansiedade e dificuldade para dormir, chegou o momento de detectar os fatores estressantes e neutralizá-los o mais rápido possível. Afinal, isso pode ser um alerta de que o presenteísmo instalou-se silenciosamente nos setores da organização.

TURNOVER

Perder um colaborador é sempre prejudicial para organização, em especial quando se trata de bons funcionários. Além disso, outro problema é que os empresários têm que arcar com gastos de rescisão do antigo profissional, despesas de seleção do novo contratado, e, claro, disponibilizar outro profissional para treinamento e capacitação do novo colaborador.

Dessa forma, é fundamental evitar fatores que causam de um alto índice de turnover, que estão diretamente ligados à motivação no ambiente de trabalho. Quando essa for baixa, torna-se urgente que a organização examine o seu ambiente humano e descubra as causas para agir e saná-las, melhorando o clima humano e a motivação.

O valor que as empresas podem gastar com as rescisões costumam variar, mas podem gerar um custo muito alto para a empresa. “o custo de rotatividade de pessoal, pode chegar até o equivalente à oito salários nominais, por empregado, dependendo do cargo. O que vale dizer que, pelo mesmo valor, mantém-se o mesmo funcionário trabalhando durante 8 meses”, afirma o profissional.

Dessa forma, é fundamental evitar fatores que causam de um alto índice de turnover, que estão diretamente ligados à motivação no ambiente de trabalho. Quando essa for baixa, torna-se urgente que a organização examine o seu ambiente humano e descubra as causas para agir e saná-las, melhorando o clima humano e a motivação.

  • Questione: quando o colaborador pede demissão ou é demitido faça uma entrevista pessoal para saber o motivo. Questionário estruturado para ser preenchido por mera formalidade de nada adianta;
  • Verifique Valores: Compare o salário que você oferece com os de outra empresa. Muitas vezes terá a triste descoberta que está formando mão de obra para eles;
  • Faça um diagnóstico interno: Sua empresa possui um plano de carreira claro? Tenha definido até onde os colaboradores podem chegar ao executar suas ações com máxima expertise. Qual o clima que reina na empresa? Como os supervisores e monitores de qualidade tratam os colaboradores? Eles dão feedback? Pesquise estes dados cuidadosamente;
  • Invista em reciclagens e treinamentos: Como são feitas as reciclagens ou aperfeiçoamento? Solicite a apostila e participe de algum curso. Olho nisto, pois é comum para algumas empresas cometerem o erro e mandar o funcionário participar mais de uma vez do mesmo treinamento inicial, sob a alegação de que “dessa vez ele aprende”;
  • Verifique comportamentos: Sua empresa tem políticas para plantão de finais de semana, feriados e horas extras? É comum escalar o pessoal com o intuito de punição. Esse é um ponto muito importante, veja se a empresa não possui protegidos. Qual o número de faltas aos sábados e domingos? Confira também as faltas às segundas feiras (dia de procurar outro emprego). 

Empreendedores, evitar turnover, investir em reciclagem antes de demiti-lo, por exemplo, pode ser uma ótima opção para sua companhia. Na sua empresa, como você lida com a rotatividade da sua equipe?

Não perca os dados da sua empresa com a saída de um funcionário!  Novas ferramentas da Web, tecnologias de virtualização, melhorias na segurança e utilitários de gerenciamento ajudam a economizar tempo e reduzir custos para a sua área de TI.


Dados do artigo


Fonte:
https://www.facebook.com/nrtstconhecimentos
Qtde. Acessos:
6004
Seção/Categoria:
Artigos Artigos



Usuário: Admin | Criado: 04/05/2015 08:31:42 | 0 comentários | 0 compartilhamentos

Compartilhe




Você também pode se interessar por



Obseravações:

  1. Caso o artigo estiver desatualizado, informando-me, o mesmo será retirado do site;
  2. Informar / identificar causa da desatualização;
  3. Como buscamos conteúdos em listas de discussão, muitas vezes não sabemos o autor das publicações. Se algum artigo do site for de sua propriedade, e for de interesse adicionar você como autor ou retirar o artigo do site, entre em contato.