DDS - Desmaio

Perda repentina e passageira dos sentidos, em conseqüência de uma diminuição temporária de sangue e oxigênio no cérebro. O desmaio é uma forma moderada de síncope.
Nesta, a perda de consciência é bem mais grave, além de súbita e completa: seus sintomas aproximam-se da morte repentina, sendo às vezes difícil distingui-los.

Os sintomas que precedem o desmaio, em geral, são fraqueza e sensação de falta de ar, tonturas, zumbido nos ouvidos e náuseas. O rosto da pessoa fica pálido, e um suor frio cobre sua testa. Em seguida, sua visão escurece, o controle dos músculos lhe escapa e ela cai, perdendo total ou parcialmente os sentidos.

O que fazer:

  1. Deite o doente, mantendo sua cabeça mais baixa que seus pés, e afrouxe suas roupas. No caso de uma cama, levante-a até uma altura mínima de 15 centímetros, usando livros, tijolos ou madeira como calço, de modo que a cabeceira fique em posição mais baixa. Se você deitar o doente no chão, coloque seus pés sobre uma cadeira;
  2. Mantenha o ambiente sempre arejado: se necessário, use um ventilador ou um leque;
  3. Quando a pessoa não perdeu a consciência, estiver sentada ou for difícil deitá-la, peça para que ela coloque a cabeça entre as coxas e a force para trás, enquanto você a pressiona em sentido oposto;
  4. Para reanimar a vítima, dê palmadas suaves na face e na planta dos pés, molhe seu rosto com água fria, faça-a cheirar sais aromáticos ou água-de-colônia;
  5. Nos desmaios causados por calor excessivo, depois de reanimar a pessoa, dê-lhe um pouco de água fresca;
  6. Nunca deixe de levar a vítima ao médico depois de um desmaio.

Atenção: Se a vítima para de respirar, faça imediatamente a reanimação.

Artigos Correspondentes


Dados do artigo


Fonte:
Recebido por e-mail
Qtde. Acessos:
5721
  Seções:  

  Palavras-chave:  
  Criado:  
5/4/2015 5:31:26 AM

Compartilhe