DDS - Avaliação Primária de Acidentes

Neste DDS apresentamos uma tabela com itens de como  fazer a Avaliação Primária de Acidentes. Lembre-se: você não pode ser mais uma vítima.
 

Atividade Como Executar Porque Executar?
Observe visualmente a vítima e a área do acidente Certifique-se da segurança para si e para a vítima. Observar as condições da cena e do ambiente A posição da vítima e arredores serão a chave para descobrir sobre mecanismos da lesão e a história da vítima
Verifique o estado de consciência da vítima. Identifique-se Estimule a vítima com movimentos leves nos ombros e pergunte "você está bem?". Se a vítima está consciente e responde ao seu chamado, pergunte-a sobre o que aconteceu e sobre sua pessoa O tipo de resposta para os diversos estímulos é importante para a elaboração da linha base de comparações posteriores
Verifique as vias aéreas da vítima e estabilize sua coluna cervical Abra as vias aéreas pelo método da cabeça inclinada/queixo elevado. Se há suspeita de trauma cervical, não incline a cabeça, imediatamente posicione o pescoço em posição neutra e use o método de empurrar a mandíbula A abertura das vias aéreas é o primeiro passo essencial no tratamento da vítima. Todas as outras manobras são inúteis se você não manter as vias aéreas permeáveis e a coluna imobilizada permanentemente
Verifique a respiração da vítima Com as vias aéreas abertas, incline seu ouvido sobre a boca e o nariz da vítima e tente ouvir e sentir a respiração, observe também se o peito da vítima esta movimentando-se. Se a vítima não respira, inicie imediatamente a respiração artificial. Se possível, use máscara de RCP A respiração poderá estar ausente, rápida ou lenta, superficial ou profunda, ou ainda, com esforço. A ausência da respiração requer manobras de ressuscitação imediatas, antes de qualquer outro tratamento
Verifique a circulação da vítima Apalpe o pulso carotídeo no lado do pescoço onde estiver posicionado. Se não houver pulso, inicie imediatamente a RCP O pulso poderá estar ausente, forte ou fraco, rápido ou lento, ou ainda, irregular. A ausência de pulso requer manobras de ressuscitação imediatas (RCP), antes de qualquer outro tratamento
Verifique hemorragias externas Procure por sangramentos que comprometam a vida do acidentado. Se houver sangramento externo grave, controle imediatamente com compressão direta sobre o ferimento. Use sempre luvas Hemorragias graves merecem atenção e controle imediato, antes de qualquer outro tratamento posterior. A vida fica ameaçada diante da perda de grandes volumes de sangue

 



Dados do artigo


Fonte:
Recebido por e-mail
Qtde. Acessos:
6365
  Seções:  

  Palavras-chave:  
  Criado:  
4/29/2015 6:09:44 AM

Compartilhe


Sobre


Somos um site sobre
Segurança do Trabalho,
SESMT e
assuntos relacionados.

O nosso conteúdo
na grande maioria é
obtida na internet.

Redes Sociais