Como se Proteger Contra o Câncer de Mama

O Câncer de Mama é o câncer mais comum entre as mulheres no Brasil. Mas não deixa os homens de fora! Sim, 1% dos casos de câncer de mama acomete exclusivamente o sexo masculino. A estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca) é de 57.960 novos casos da doença só em 2016. Mas você já se perguntou por quê?

Os fatores de risco relacionados à doença podem ser ambientais ou hereditários. Aqui vão alguns deles:

Tumores anteriores na mama

Pessoas com câncer de mama prévio, mesmo curado, apresentam mais chances de desenvolver novos tumores (câncer recidivo).

Histórico familiar

Histórico familiar pode ser um indício para estar ainda mais atento à doença. Muitas vezes não apenas pelo fator genético, mas também pela probabilidade de membros de uma mesma família estarem expostos aos mesmos fatores ambientais.

Idade de risco

A idade não perdoa as mulheres: a partir dos 40 anos os riscos se tornam progressivamente maiores, devido principalmente à alta na produção do hormônio estrogênio, característica desse período. A ação prolongada do hormônio nas células mamárias é capaz de aumentar os riscos de multiplicação desordenada das células, gerando tumores.

Amamentação

Além de estimular as glândulas mamárias, a amamentação reduz a quantidade de hormônios, como o estrogênio, no organismo. Amamentar, portanto, diminui as chances da doença.

Menarca precoce ou menopausa tardia

Mais uma vez relacionado à produção do hormônio estrogênio, a primeira menstruação antes dos 12 anos indica a produção precoce do hormônio pelo organismo. O mesmo acontece quando a mulher demora para apresentar a menopausa (depois dos 55 anos), o que significa que a mulher está exposta ao hormônio por mais tempo, aumentando o risco de desenvolver a doença.

Reposição hormonal ou uso de contraceptivos orais

A reposição hormonal ou utilização de anticoncepcionais orais, especialmente se envolverem o hormônio estrogênio em uso prolongado, também são considerados fatores de risco segundo estudos do Inca.

Como se prevenir contra o Câncer de Mama

Quando o assunto são fatores ambientais, a prevenção entra em cena! Ela pode ser feita por meio da adoção de um estilo de vida saudável e da realização periódica de exames. Segundo o Inca, estima-se que a partir dessa prevenção é possível reduzir em até 28% o risco!

Confira as 6 Dicas do Bem para se proteger contra o câncer de mama:

  1. Tenha uma alimentação saudável, ma dieta balanceada contribui com o bom funcionamento do organismo, evitando a formação de tumores, doenças e melhorando a saúde de todo o corpo;
  2. Controle o consumo de álcool, o consumo de álcool é um catalisador para a doença, uma vez que comprovadamente aumenta suas chances, mesmo em pequenas proporções;
  3. Cuidado com a obesidade e o sobrepeso, o peso excessivo não apenas aumenta as chances de desenvolver a doença, como também de a mesma ser mais agressiva. Por isso, controlar o peso é uma prioridade!;
  4. Evite o estresse, o estresse funciona como um catalisador que pode elevar drasticamente as chances para desenvolver diversas doenças, inclusive o câncer de mama. Se sua rotina for muito estressante, procure técnicas e métodos alternativos para aliviar a tensão.
  5. Pratique atividades físicas regulares, a prática de exercícios físicos controla o peso, diminui o estresse e a produção de estrogênio;
  6. Faça a mamografia anualmente, é recomendado começar a fazer o exame aos 40 anos de idade. Isso porque, em seus primeiros estágios a doença é silenciosa e não pode ser percebida nem mesmo pelo toque na região (autoexame), mas é facilmente identificável na mamografia. Contudo, se existirem casos da doença em familiares mais novos, é recomendável começar a prática periódica de exames até 10 anos antes da idade do familiar.

 



Artigos Correspondentes


Dados do artigo


Fonte:
http://blog.consultadobem.com.br/como-se-proteger-contra-o-cancer-de-mama/
Qtde. Acessos:
865
  Seções:  

  Palavras-chave:  
  Criado:  
10/10/2016 8:59:37 AM

Compartilhe


Sobre


Somos um site sobre
Segurança do Trabalho,
SESMT e
assuntos relacionados.

O nosso conteúdo
na grande maioria é
obtida na internet.

Redes Sociais