bootsnipp

Portal SESMT

Sua segurança em primeiro lugar


A Exposição Ocupacional Ao Benzeno No Transporte De Combustíveis


Compartilho este artigo técnico com todos os que buscam a excelência na prevenção dos infortúnios laborais. São poucaspáginas, mas contêm um extenso trabalho de leitura bibliográfica, experiência de campo na avaliação dos motoristas de caminhões-tanque, e reflexão sobre o momento prevencionista no Brasil.

Celebro com esta publicação meus quarenta anos de carreira profissional, quase todos na Fundacentro, instituição pela qual tenho enorme carinho. Nessa trajetória tive o privilégio de acompanhar o desenvolvimento da segurança, higiene e medicina no Brasil, desde os primórdios, aqui entendidos como os primeiros passos após a assombrosa taxa de quase 20% de acidentes nos anos 70, até agora quando se discute muito o tema, formam-se inúmeros comitês, mas pouco se avança na direção de técnicas e métodos de gestão modernos.

Prevalecem em nosso meio as opiniões sem fundamentos, os achismos, especialidade brasileira para tomar decisões, muito bem retratados pelo jornalista Duda Rangel, em seu blog, da seguinte forma:

O achismo tudo sabe. Não tem dúvidas. É autoconfiante. Arrogante. Teimoso. Tira suas próprias conclusões. Não deve satisfações. Não dá ouvido a ninguém. Vive de aparências. O achismo é cego. O achismo seduz, envolve. Engana. Cria suas próprias leis. Não tem fundamento, ética. Julga. Condena. Destrói. Se alimenta da preguiça. Da presunção. Da ignorância. Da ingenuidade. O achismo é parasita. O achismo rima até com jornalismo. Tá sempre na TV. Nos jornais. Na rádio. Na web. Tá na boca dos repórteres. No texto dos repórteres. O achismo é altamente transmissível. O achismo é inimigo do fato. Da boa apuração. Do checar informação. Adora fofoca. Boato. Diz-que-diz. Aceita meia gravidez. O talvez. O é e não é. O achismo detesta compromisso. O achismo se acha.

Minha maior contribuição, creio, não está nas inúmeras citações técnicas aqui apresentadas, mas no apelo que faço aos colegas leitores para que haja aprimoramento na forma de expressar juízos de valor sobre as questões prevencionistas. O trabalhador merece melhor interpretação das condições de risco para sua saúde.

Este trabalho foi possível graças colaboração de vários colegas,trabalhadores, empresas e organizações de classe. Obrigado aos motoristas de caminhões-tanque que participaram das amostragens, compartilharam suas histórias e cederam espaço dentro das boleias para os técnicos de campo. Sou grato aos operadores dos terminais que me ensinaram sobre o processo de carga e descarga de combustíveis. Meu reconhecimento aos colegas dos SESMT e SMS que ofereceram suas salas para acomodar nossos higienistas. Digno de nota foi o apoio das empresas e organizações de classe que acreditaram na nossa proposta prevencionistas.


Download via Google Drive




Dados do artigo


Fonte:
Recebido por e-mail
Autor(ers):
Marcos Domingos da Silva Higienista Ocupacional
Qtde. Acessos:
548
Seção/Categoria:
Artigos Artigos



Usuário: Admin | Criado: 07/07/2016 23:08:13 | 0 comentários | 0 compartilhamentos

Compartilhe




Você também pode se interessar por



Obseravações:

  1. Caso o artigo estiver desatualizado, informando-me, o mesmo será retirado do site;
  2. Informar / identificar causa da desatualização;
  3. Como buscamos conteúdos em listas de discussão, muitas vezes não sabemos o autor das publicações. Se algum artigo do site for de sua propriedade, e for de interesse adicionar você como autor ou retirar o artigo do site, entre em contato.